BEM VINDAS

QUEM GOSTA DE MAMAS

domingo, junho 18

Dever até Quando?

Avaliando, mesmo quando o dever chama,
esperando o amor premeditado e prometido... 
Se é que ele existe, onde estará escondido?
São estas as dúvidas de quem ainda Ama.

Esse Amor já fez de mim um prisioneiro,
recluso, réu confesso, vitima por ter dito que amava.
'Eu te Amo', disse-o, confessei, apalavrei...
Talvez o meu erro foi o ter dito primeiro!

Traído pela minha insegurança,
maltratado pela minha paciência,
torturado pela própria consciência,
magoado pelo Amor que não se cansa.

'O Amor é paciente', esperarei então,

'O Amor suporta', suportarei a espera.
Amando, terei forças para esperar
deixando as mágoas da negação.

Rolam as horas da espera desesperado,
esperando em aflição meu julgamento.
Entretanto e com pena minha atormentado
pela solidão a que fui sentenciado por Amar.

by mghorta 


VOLTE DE NOVO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...